Processos de Produção

Conheça nosso processo de produção do compensado plastificado:

1
3
5
2
4
6

1 – LAMINAÇÃO

Com processo de laminação própria, as toras já cozidas, são passadas pelo torno, onde originam as lâminas que irão compor a chapa. O corte das lâminas é feito com o auxílio de uma guilhotina automatizada.

2 – SECAGEM DAS LÂMINAS

As lâminas são levadas ao secador, aonde permanecem por cerca de 20 minutos, iniciando-se a operação com baixa temperatura e grau higrométrico elevado; progressivamente, a temperatura aumenta e o grau higrométrico diminui até a lâmina ficar enxuta.

3 – COLAGEM

As lâminas de fibra curta, são impregnadas nas melhores resinas fenólicas disponíveis no mercado, devidamente preparadas e controladas quanto a sua gramatura e viscosidade.

4 – MONTAGEM

São varias camadas de lâminas intercalando fibras longas com fibras curtas (impregnadas com resina), empilhadas em camadas perpendiculares e adjacentes, para maior resistência.

5 – PRENSAGEM

Operadas por profissionais altamente qualificados e treinados, a compressão das placas, se dá em prensas termo-hidráulicas com controladores de temperatura, resultando em uma perfeita polimerização.

6 – ACABAMENTO / EMBALAGEM

Esquadreja-se então o material, retirando os excessos, deixando ele simétrico e com a medida desejada. Posteriormente, utilizando-se de reparadores sintéticos é feita vedação, prevenindo possíveis infiltrações de umidade, para as chapas então receberem pintura alaranjada nas laterais, com a identidade Qualiplás. Finalizando com a produção de fardos, para armazenagem e envio para o cliente

  • 1

    LAMINAÇÃO

    Com processo de laminação própria, as toras já cozidas, são passadas pelo torno, onde originam as lâminas que irão compor a chapa. O corte das lâminas é feito com o auxílio de uma guilhotina automatizada.

  • 2

    SECAGEM DAS LAMINAS

    As lâminas são levadas ao secador, aonde permanecem por cerca de 20 minutos, iniciando-se a operação com baixa temperatura e grau higrométrico elevado; progressivamente, a temperatura aumenta e o grau higrométrico diminui até a lâmina ficar enxuta.

  • 3

    COLAGEM

    As lâminas de fibra curta, são impregnadas nas melhores resinas fenólicas disponíveis no mercado, devidamente preparadas e controladas quanto a sua gramatura e viscosidade.

  • 4

    MONTAGEM

    São varias camadas de lâminas intercalando fibras longas com fibras curtas (impregnadas com resina), empilhadas em camadas perpendiculares e adjacentes, para maior resistência.

  • 5

    PRENSAGEM

    Operadas por profissionais altamente qualificados e treinados, a compressão das placas, se dá em prensas termo-hidráulicas com controladores de temperatura, resultando em uma perfeita polimerização.

  • 6

    ACABAMENTO/EMBALAGEM

    Esquadreja-se então o material, retirando os excessos, deixando ele simétrico e com a medida desejada. Posteriormente, utilizando-se de reparadores sintéticos é feita vedação, prevenindo possíveis infiltrações de umidade, para as chapas então receberem pintura alaranjada nas laterais, com a identidade Qualiplás. Finalizando com a produção de fardos, para armazenagem e envio para o cliente.